Notícias » Estados Unidos

Invasor do Capitólio é condenado a cumprir 4 anos de prisão, determina justiça dos EUA

Conhecido como 'Xamã do Capitólio', Jacob Chansley foi uma das principais lideranças durante o episódio que causou mortes

Redação Publicado em 11/11/2021, às 08h47

O xamã durante ataque ao Capitólio
O xamã durante ataque ao Capitólio - Getty Images

A Justiça dos Estados Unidos decidiu na última quarta-feira, 10, que o ativista pró-Trump Jacob Chansley, o "xamã", será punido com 51 meses de prisão, ou seja 4 anos, em razão dos ataques ao Capitólio, no dia 6 de janeiro deste ano.

Adepto às teorias da conspiração QAnon, Chansley foi preso alguns dias após a invasão. No mês de setembro, se declarou culpado por invasão de propriedade e conduta violenta em um tribunal federal de Washington.

Conforme informou o portal de notícias UOL, o "xamã" ficou conhecido por ter participado do ato sem camisa e utilizando um cocar de chifres de búfalo. Além disso, o homem de 34 anos natural de Phoenix, Arizona, portava consigo uma lança. 

Na noite de terça-feira, 9, a promotoria indicou, por meio de documento, que Jacob Chansley havia, "muito antes dos acontecimentos de 6 de janeiro", incentivado inúmeros usuários das redes sociais a "denunciar os políticos, a mídia e o sistema eleitoral corrupto".

Além disso, no dia do ataque, o trumpista "incitou outros manifestantes" e "deixou uma mensagem ameaçadora" contra o vice-presidente, o republicano Mike Pence.

O líder dos ataques "aceitou a responsabilidade por sua conduta e concordou em cooperar com as autoridades", no entanto "esses atos empalidecem em comparação com a falta de respeito que o réu demonstrou pela lei e pela democracia", destaca o texto.