Notícias » Irã

Irã retoma enriquecimento de urânio, violando acordo nuclear

A medida anunciada nesta segunda-feira, 4, viola um pacto de 2015 firmado com grandes potências mundiais

Giovanna Gomes Publicado em 04/01/2021, às 13h46

A medida representa o rompimento do pacto nuclear de 2015
A medida representa o rompimento do pacto nuclear de 2015 - Getty Images

De acordo com o governo do Irã, em informação emitida nesta segunda-feira, 4, o país retomou o enriquecimento de urânio a 20% numa instalação nuclear subterrânea. A medida representa o rompimento de um pacto nuclear de 2015 firmado com grupo de potências internacionais.

"Há poucos minutos, o processo de produção de urânio enriquecido a 20% começou no complexo de enriquecimento de Fordow", declarou à mídia estatal iraniana o porta-voz do governo Ali Rabeie.

O principal objetivo do pacto era estender o tempo que o Irã necessitaria pra criar uma bomba nuclear, de cerca de dois a três meses para ao menos um ano. Além disso, o acordo também suspendeu as sanções internacionais contra o país. 

A violação do tratado por parte do Irã teve início em 2019 após os Estados Unidos terem se retirado do mesmo no ano de 2018. Outra razão foi que os americanos impuseram novamente sanções que antes haviam sido suspensas.

"O processo de injeção de gás nas centrífugas começou há algumas horas e o primeiro produto de hexafluoreto de urânio (UF6) gasoso estará disponível em algumas horas", disse Rabeie. "O processo começou após a tomada de medidas como informar o órgão de vigilância nuclear da ONU."