Notícias » Coréia do Norte

Irmã de Kim Jong-Un teria chamado presidente da Coreia do Sul de 'papagaio criado pela América'

O comentário de Kim Yo-jong veio logo depois que o político do Sul criticou os testes de misseis realizados pela Coreia do Norte

Pamela Malva Publicado em 30/03/2021, às 15h30

Kim Jong-Un e sua irmã Kim Yo-jong
Kim Jong-Un e sua irmã Kim Yo-jong - Getty Images

Na última semana, a Coreia do Norte realizou o lançamento de dois mísseis balísticos no mar próximo do Japão. Em resposta, o presidente da Coréia do Sul, Jae-in Moon, criticou a decisão do país vizinho, afirmando que o teste seria "preocupante".

Agora, segundo o The Times, a irmã mais nova de Kim Jong-un decidiu reagir ao posicionamento de Moon. Em nota oficial publicada pela Agência Central de Notícias da Coreia do Norte, Kim Yo-jong disse que os comentários do presidente foram vergonhosos, já que, de certa forma, estão de acordo com os Estados Unidos.

“Ele não pode sentir pena de ser tratado como um papagaio criado pela América”, anunciou a norte-coreana, que é tida como a mais provável sucessora de Kim Jong-un. “Não podemos reprimir o espanto com sua falta de vergonha”, pontuou.

Ainda mais, para Yo-jong, o “comportamento ilógico e descarado da Coreia do Sul é exatamente o mesmo que a lógica gangster dos EUA culpando o direito da RPDC [Coreia do Norte] à autodefesa como uma violação das 'resoluções' e 'ameaças' da ONU à comunidade internacional.”

Na última sexta-feira, 26, por fim, a Coreia do Norte anunciou que teria disparado um novo modelo de míssil balístico de curto alcance. Em resposta, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que o recente teste viola as resoluções do Conselho de Segurança da ONU, mas manteve-se dispovível para a diplomacia com Pyongyang.