Notícias » Religião

Descoberta contraria narrativa bíblica sobre a adoração de deuses pelos israelitas

Escavações demonstram que Yahweh cultuado antes que se imaginava, e junto a outros deuses, no Reino de Israel

Thiago Lincolins Publicado em 01/11/2018, às 15h40 - Atualizado às 16h33

O local onde se localizava o tempo em Tel Dan
O local onde se localizava o tempo em Tel Dan - Reprodução / School of Biblical Archaeology

Jeroboão é um vilão no relato bíblico do Livro dos Reis. Ele teria traído ao reino unificado de Israel tanto política quanto religiosamente. Liderou uma revolta que partiu o reino em dois (Israel e Judá), com a parte norte, Israel, traindo também o culto a Yahweh (Jeová, o Deus da Bíblia), a divindade única de seus predecessores, para dedicar templos a bezerros de outro e outras divindades cananeias. 

Durante escavações lideradas por David Ilan e Yifat Thareani, da Escola de Arqueologia Bíblica de Nelson Glueck, em Jerusalém, os pesquisadores descobriram que não foi bem assimDe acordo com os estudiosos, as dez tribos que viviam no Reino de Israel (o do norte) no século 8 praticavam uma religião diversificada. E, ao contrário do que apontam os relatos bíblicos, o povo adorava Yahweh como seu deus principal. 

Os especialistas bíblicos acreditavam Yaheh havia se tornado o deus principal dos judeus somente após a destruição do reino de Israel pelos assírios em 720 a.C. Contudo, as evidências encontradas em Dan provam que, as pessoas já praticavam culto a Javé no século 9, e que já era o deus principal, ainda que convivendo com outros.

Para chegar à descoberta, o time de pesquisadores analisaram selos encontrados com nome javistas, a arquitetura do templo do local e artefatos encontrados durante as escavações. "Estamos acostumados a pensar nos reinos como completamente separados e escrevendo o norte como um reino de adoradores de ídolos devido a uma leitura superficial dos relatos bíblicos", diz Jonathan Greer, outro pesquisador envolvido na descoberta.