Notícias » Itália

Italiana que tomou a 1ª dose da vacina da Pfizer no país sofre ameaças na internet

O prefeito de Florença se manifestou sobre o triste episódio

Giovanna Gomes Publicado em 30/12/2020, às 09h08

A enfermeira foi alvo de ameaças e insultos
A enfermeira foi alvo de ameaças e insultos - Divulgação

A enfermeiraClaudia Alivernini, se tornou a primeira pessoa a receber a dose da vacina da Pfizer e do laboratório alemão BioNTech. No entanto, após passar pela imunização, a mulher de 29 anos se deparou com inúmeras ameaças, conforme informou o jornal italiano Il Messaggero na última terça-feira, 29.

"E agora vamos ver quando você morre", é um exemplo dos insultos que foram dirigidos à profissional nos últimos dias. Ela bloqueou os seus perfis nas redes sociais, contudo, a medida não foi suficiente para conter os agressores: várias contas falsas - de pessoas se passando pela italiana - foram criadas.

Além disso, os internautas não apenas a atacaram em suas contas pessoais, mas também nas páginas que comentaram sobre a vacinação. De acordo com o jornal, é possível que a enfermeira abra uma denúncia contra os usuários. 

Diversas figuras públicas se manifestaram sobre o caso. Uma delas foi o prefeito de Florença, Dario Nardella, que postou um comentário em seu perfil no Twitter. "As ameaças de morte a Claudia Alivernini, a primeira enfermeira vacinada na Itália, são inaceitáveis e vergonhosas. A ela e a todos os que estão sendo ofendidos e intimidados, nossa total solidariedade", escreveu.