Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Entretenimento

‘Jackass Forever’: PETA acusa filme de abuso de animais

Em cenas do novo longa, espécimes são provocados e agredidos para atacarem os atores

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/02/2022, às 14h17

Cena de 'Jackass Forever' em que um dos atores é atacado por uma cobra - Divulgação / Paramount Studios
Cena de 'Jackass Forever' em que um dos atores é atacado por uma cobra - Divulgação / Paramount Studios

Lançado na última quinta-feira, 3, o filme ‘Jackass Para Sempre’, ou ‘Jackass Forever’, em inglês, é o quarto filme da franquia — na qual um grupo, liderado por Johnny Knoxville, engaja com pegadinhas, brincadeiras e esquetes extremos. Porém, neste filme, algumas das cenas envolvem animais vivos, o que chamou a atenção da PETA.

Uma organização defensora dos direitos dos animais, por mais polêmica que seja, a PETA, People for the Ethical Treatment of Animals (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, em tradução livre), destacou que os espécimes que fizeram parte das gravações de ‘Jackass Para Sempre’ foram colocados em um ambiente desconfortável.

Além de explicitar, mesmo que de forma debochada, que o filme por si só não vai contra a organização, Lisa Lange da PETA afirmou que o estúdio e as pessoas envolvidas não tinham qualquer direito de mexer com os animais.

Se Steve-O e Johnny Knoxville querem fazer carreira com fantasias desagradáveis ​​de garotinhos, eles têm direito, contanto que não estressem, machuquem, cutuquem, assustem ou incomodem animais que são usados ​​como adereços vivos para sua idiotice”.

O filme, gravado em Los Angeles e no condado de San Luis Obispo, de acordo com a cobertura do portal de notícias Rolling Stone, contou com a aparição de um escorpião, uma tartaruga, uma cobra, um touro, aranhas e abelhas, que foram provocados e agredidos para atacarem os atores de ‘Jackass Forever’.

Em relação a isso, os locais de filmagem estão sob a lei de proteção aos animais, e a PETA estará entrando em contato com as autoridades sobre estas cenas específicas do filme. Lisa Lange afirmou que a organização já está conversando com promotores.

PETA está lembrando aos promotores da cidade e do condado que ninguém está acima da lei e que, enquanto o resto do mundo quer salvar as abelhas e reconhece os animais como indivíduos sencientes, esses idiotas exploram e abusam deles por diversão".