Notícias » Brasil

Janaina Pascoal critica Júlio Lancellotti por alimentar Cracolândia: "Ajuda o crime"

A deputada acrescentou que o auxílio não é apoiado por moradores e comerciantes da região

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/08/2021, às 10h39

Janaina (esq.) e Júlio (dir.) em montagem
Janaina (esq.) e Júlio (dir.) em montagem - Wikimedia Commons/ Realejo Filmes e TV Brasil / EBC / Jefferson Rudy / Agência Senado

A deputada estadual Janaina Paschoal criticou a ação do padre Júlio Lancellotti e seu grupo Pastoral do Povo da Rua de São Paulo após uma ação da Polícia Militar com os voluntários enquanto distribuíam refeições aos moradores de rua no bairro da Luz, no centro de São Paulo.

De acordo com a rádio Jovem Pan, a jurista comentou pelo Twitter a suposta tentativa de intimidação militar afirmando que “a distribuição de alimentos na Cracolândia só ajuda o crime”, e que “os voluntários ajudariam se convencessem os assistidos a fazer tratamento e ir para os abrigos”, acendendo um debate sobre o caso nas redes sociais.

No último domingo, 8, o padre respondeu as críticas na coluna de Jamil Chade, pelo portal UOL, convidando a parlamentar a acompanhá-lo durante uma de suas visitas para a distribuição de alimentos, visando mostrar o mecanismo social da região conhecida pelo uso de drogas.

"Alimentar aquelas pessoas na Cracolândia é uma questão humanitária. Não seria matá-los de fome que resolveria o problema [...] Não é o alimento que mantém a Cracolândia. Mas a corrupção", concluiu Júlio.