Notícias » China

Janela de cockpit trinca e avião faz pouso forçado com 178 passageiros na China

O susto foi tão grande que a aeronave chegou a cair 10 mil pés de altura em apenas três minutos, deixando os tripulantes desesperados

Wallacy Ferrari Publicado em 09/07/2020, às 11h31

Imagem ilustrativa do Boeing 737 operado pela Ruili Airlines
Imagem ilustrativa do Boeing 737 operado pela Ruili Airlines - Wikimedia Commons

Durante um voo na China, um avião operado pela companhia Ruili Airlines colocou toda a tripulação da aeronave em risco com um grande susto na última terça-feira, 7. De acordo com o jornal The Sun, um modelo Boeing 737 realizava uma viagem comercial, transportando 178 passageiros, quando um dos vidros do avião comprometeu a pilotagem com um trinco.

A rachadura ocorreu na janela frontal do cockpit (cabine de pilotagem), que abruptamente cedeu à pressão da decolagem e abriu uma fresta 30 minutos após levantar voo. O pequeno trinco resultou um uma pane sistêmica, que reconheceu a mudança da pressão interna, resultando em uma queda imediata.

Em três minutos, o avião despencou cerca de 10 mil pés (3 km), desesperando os passageiros. Os pilotos conseguiram estabilizar a nave, mas tiveram de realizar um pouso forçado na pista mais próxima, localizada no Aeroporto Internacional de Chongqing Jiangbei, sudoeste do país asiático.

A descida foi concluída com sucesso e nenhum dos passageiros ou funcionários da companhia de feriram, sendo realocados para outro avião da empresa para prosseguir a viagem. A causa da rachadura ainda não foi identificada, mas passa por averiguação da agência aérea chinesa.