Notícias » Música

Janet Jackson diz que acusações contra Michael afetaram sua vida

“Culpada por tabela”, desabafou a cantora em documentário sobre sua vida

Fabio Previdelli Publicado em 04/01/2022, às 18h00

A cantora Janet Jackson
A cantora Janet Jackson - Getty Images

Na última segunda-feira, 3, a cantora norte-americana Janet Jackson divulgou o trailer inédito de um documentário sobre sua vida que foi produzido pelo canal Lifetime. Intitulado de Janet, a produção estreia em 28 de janeiro. 

No teaser, publicado em suas redes sociais, Jackson afirma que há “muito escrutínio” em relação ao seu sobrenome e sua família. Além disso, a cantora também comenta sobre uma polêmica envolvendo seu irmão, Michael jackson, acusado de abuso sexual. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Janet Jackson (@janetjackson)

 

Nesta parte, Janet revelou que as alegações acabaram afetando sua vida também: “Sim, culpada por tabela. Acho que é assim que falam, não é?”, diz em um trecho. Conforme repercutiu a Rolling Stone Brasil, o documentário também trará outro ponto polêmico na carreira de Janet: sua apresentação no Super Bowl.

Conforme recorda matéria publicada pela equipe do site do Aventuras na História, na ocasião, Justin Timberlake expôs o seio de Janet Jackson no meio da apresentação — o que culminou com o declínio em sua carreira musical.

Acusações contra Michael

Nos anos 2000, Michael Jackson foi centro de diversas acusações de abuso sexual contra menores de idade. Muitas denúncias apontam que os atos teriam acontecido no famoso rancho Neverland.

Comprada em 1987 por cerca de 19 milhões de dólares, Neverland tinha uma quantidade exorbitante de comodidades e atrações, que incluía, entre outras coisas, estações de trem, estátuas, barcos em forma de cisne e uma enorme roda-gigante.

Entretanto, o cenário de magia e encanto pode ter sido o mesmo em que o rei do pop foi acusado de abusar de crianças. Em 2004, um ano após Jackson ser acusado molestar de sete menores de idade, o cantor realizou um evento infantil em seu rancho.

A festividade consistiu em 200 crianças brincando em sua casa apenas alguns dias antes do Natal. “Espero que vocês tenham um dia maravilhoso. Feliz Natal. Eu amo vocês”, dizia o cantor às crianças que entravam pelos portões de Neverland.

No ano seguinte, o Rei do Pop foi absolvido por falta de provas. Michael morreu em 2009, após uma overdose de medicamentos. Mesmo após seu falecimento, o artista continuou sendo alvo de denúncias. Disponível na plataforma HBO Max, o documentário 'Leaving Neverland' (2019) detalhou de maneira impactante os relatos de pessoas que afirmaram terem sido abusadas pelo cantor.