Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Jeffrey Epstein

Jeffrey Epstein: Documento aborda 'pirâmide sexual' do bilionário

Documento revelado recentemente denuncia como funcionava o esquema de recrutamento de menores de idade por Jeffrey Epstein

Redação Publicado em 05/01/2024, às 17h52

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem de 'Jeffrey Epstein: Poder e Perversão' - Divulgação/Netflix
Imagem de 'Jeffrey Epstein: Poder e Perversão' - Divulgação/Netflix

Nos últimos dias, documentos judiciais recém-revelados pela justiça dos Estados Unidos revelam informações sobre o caso Jeffrey Epstein, bilionário acusado de comandar um esquema de tráfico sexual.

Além de revelar nomes que foram censurados antes, os documentos também abordam como funcionava o recrutamento de menores de idade para Epstein. 

Conforme repercutido pelo O Globo, os documentos mostram que menores de idade foram recrutadas para 'realizar massagens e trabalhar' na casa de Epstein. Essa denúncia também é detalhada em 'Jeffrey Epstein: Poder e Perversão', série documental da plataforma de streaming Netflix, lançada em 2020. 

Os documentos divulgados nesta semana fazem parte de um processo de difamação executado por Virginia Giuffre, uma das vítimas de Epstein, contra Ghislaine Maxwell, condenada por recrutar jovens mulheres para o esquema de tráfico sexual do ex-namorado.

Durante o processo, Joseph Recarey, detetive que já havia atuado num caso contra o bilionário nos anos 2000, detalha o esquema de 'pirâmide sexual' de Epstein. De acordo com ele, 30 mulheres alegaram terem feito massagens e trabalhado para o financista.

Além disso, em alguns dos casos, ele chegava a pagar para que as jovens 'recrutassem' outras com o pressuposto de 'realizar massagens'. O detetive explica que "fazer uma massagem" fora um "código para algo a mais".

Como mostra o documentário da Netflix, em muitos dos casos as garotas eram menores de idade e ainda estavam no ensino médio, por exemplo. O detetive disse que Maxwell também participava do 'recrutamento' de jovens meninas para Epstein

Segundo Recarey, somente duas jovens apresentavam experiência com massagens. Ele explica que "quando elas iam realizar uma massagem, era para a gratificação sexual [de Jeffrey]". O detetive também disse que “de 30 a 33” meninas foram recrutadas no esquema.

Haley Robson, uma das acusadoras de Epstein, detalhou os esquemas para as autoridades. O seu depoimento é mostrado na série documental da Netflix.

O 'esquema'

Quando tinha apenas 16 anos, Robson disse ter sido convidada por uma amiga para massagear o bilionário. Em troca do 'serviço', ela receberia US$ 200. A jovem recusou as investidas de Jeffrey, no entanto, acabou convencida a recrutar 24 meninas para o esquema. 

“Me trataram como se eu fosse o braço direito, mas e a garota que me recrutou? O que aconteceu com ela? E a garota que recrutou a garota que me recrutou?”, disse Haley. “Sinto que tenho me culpado por tanto tempo, mas não devo me sentir culpada sobre isso porque eu tinha 16 anos e ele era adulto”.

Conforme mostra a produção da Netflix, a maioria das jovens abordadas por Epstein eram vulneráveis e lidavam com dificuldades financeiras.  

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!