Notícias » Crimes

João de Deus é condenado a mais quatro anos de prisão

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás anunciou a decisão nesta segunda-feira, 31

Pamela Malva Publicado em 31/01/2022, às 17h00 - Atualizado às 17h19

Fotografia de João de Deus durante uma de suas sessões
Fotografia de João de Deus durante uma de suas sessões - Relvavend/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Nesta segunda-feira, 31, o autodenominado médium ‘João de Deus’ foi condenado a mais quatro anos de prisão. Aos 79 anos, o criminoso, que segue em prisão domiciliar, foi acusado de violação sexual mediante fraude, mas pode recorrer da sentença.

Segundo o UOL, o crime julgado desta vez foi cometido contra uma mulher em 2018. Agora, além da prisão, o acusado ainda terá de indenizar a vítima em R$ 20 mil por danos morais, de acordo com a determinação do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.

Esta é a sexta condenação de João de Deus — juntas, elas somam mais de 100 anos de prisão. A sentença, no entanto, foi a quinta relacionada aos crimes sexuais cometidos pelo falso médium durante seus atendimentos em Abadiânia de Goiás.

Entre as acusações feitas contra João de Deus estão os crimes de posse ilegal de arma de fogo, violação sexual, estupro e estupro de vulnerável. Procurada pelo UOL, a defesa do condenado ainda não se pronunciou sobre a nova sentença proferida.