Notícias » Estados Unidos

Joe Biden se pronuncia após chamar Putin de carniceiro: 'Não peço desculpas'

O presidente estadunidense havia dito que o líder do Kremlin não deveria "permanecer no poder"

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 29/03/2022, às 11h15

Joe Biden, presidente dos EUA
Joe Biden, presidente dos EUA - Getty Images

Joe Biden afirmou nesta terça-feira, 29, que não voltará em sua palavra no que diz respeito da Vladimir Putin.

O presidente estadunidense abordava comentários feitos por ele durante o final de semana, em que compareceu a um evento em Varsóvia, capital da Polônia, para se encontrar com autoridades ucranianas e discutir o atual conflito. No mesmo dia, ele também visitou um abrigo de refugiados da guerra. 

Na ocasião, Biden chamou o líder do Kremlin de "carniceiro" e disse "este homem não pode permanecer no poder", o que levou alguns a especularem que o político norte-americano estaria defendendo a retirada de Putin do poder, conforme repercutido pelo The Guardian. 

Eu estava expressando a indignação moral que senti… Eu tinha acabado de estar com aquelas famílias [de refugiados]. Mas quero deixar claro que eu não estava, nem estou agora, articulando uma mudança de política. Não peço desculpas por isso", concluiu o presidente dos Estados Unidos. 

As negociações de termos de paz entre as autoridades ucranianas e russas, por sua vez, retornarão nesta terça-feira, após duas semanas de hiato. A invasão da Rússia já dura 35 dias a esse ponto.