Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Johnny Depp

Johnny Depp coloca à venda cobertura em que viveu com Amber Heard

Anúncio da venda acontece após o ator vencer processo por difamação movido por Johnny Depp contra a Amber Heard

Redação Publicado em 09/06/2022, às 09h50

O ex-casal de atores Johnny Depp e Amber Heard - Getty Images
O ex-casal de atores Johnny Depp e Amber Heard - Getty Images

Johnny Depp anunciou que está colocando à venda a cobertura onde viveu com a ex-esposa, Amber Heard, por quase dois anos. O imóvel está localizado no centro de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Embora o apartamento tenha entrado no mercado logo após o júri decidir a favor do ator no processo por difamação que movia contra a estrela de “Aquaman”, o agente imobiliário Ernie Carswell alega que trata-se de “apenas uma coincidência”.

Segundo o New York Post, repercutido pelo portal F5, Depp pede 1,76 milhão de dólares, cerca de R$ 8,57 milhões, pelo imóvel, que era conectado a mais quatro apartamentos que o artista possuía no edifício Eastern Columbia Building.

"Era realmente uma mansão no céu quando Johnny morava lá, porque era tudo aberto", explicou Carswell, acrescentando que a cobertura com o "estilo inconfundível e boêmio" do ator sofreu uma reforma desde que ele deixou o local.

Depp e Heard passaram muito tempo do casamento no apartamento. O agente imobiliário, no entanto, não informou se o imóvel é o mesmo onde a irmã da atriz teria vivido durante um período e onde Amber teria dado um soco no ex-companheiro.

Além da cobertura no centro de Los Angeles, o ator já havia vendido os outros imóveis logo depois do divórcio, que foi oficializado em 2016. Na época, ele recebeu 12,8 milhões de dólares, cerca de R$ 60 milhões hoje, pelas vendas.

O processo turbulento 

Um dos processos mais turbulentos já ocorridos em Hollywood chegou ao fim no começo do mês, com a condenação de Johnny Depp e Amber Heard. O astro de "Piratas do Caribe", pediu uma indenização avaliada em US$ 50 milhões após Amber Heard publicou um artigo no Washington Post, no qual falava sobre relacionamento abusivo.

Já a atriz de "Aquaman" pediu uma indenização ainda maior: US$ 100 milhões por ter sido vítima de violência doméstica, de forma física e psicológica. Com o fim do processo, Heard terá que pagar um valor milionário a Depp.

O julgamento

O valor a ser pago pela estrela de “Aquaman” foi reduzido em decorrência do teto máximo para indenizações de caráter punitivo no estado onde o caso foi julgado; o júri havia definido US$ 10 milhões como medidas compensatórias por difamação e US$ 5 milhões como medidas punitivas, no entanto, o valor foi fixado em US$ 8,35 milhões.

A indenização que Heard agora deve ao ex-marido é alta — em especial se o salário dela como atriz for levado em conta. Em seus trabalhos mais conhecidos, a artista ainda não teria recebido o suficiente para pagar o valor inteiro da condenação — na verdade, ela equivale ao dobro do seu salário nesses projetos.