Notícias » Entretenimento

Johnny Depp diz que é vítima da ‘cultura do cancelamento’: "Ninguém está seguro"

Nos últimos anos, o ator teve o nome envolvido em diversas polêmicas

Isabela Barreiros, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 23/09/2021, às 09h11

O ator Johnny Depp recebendo o prêmio honorário Donostia no Festival de Cinema de San Sebastian
O ator Johnny Depp recebendo o prêmio honorário Donostia no Festival de Cinema de San Sebastian - Getty Images

Durante uma coletiva de imprensa realizada no Festival de Cinema de San Sebastian nesta semana, Johnny Depp alegou ser uma vítima da “cultura do cancelamento”, como relatou o Deadline. 

Para o ator, “ninguém está a salvo” da “cultura do cancelamento” que “está fora de controle”, segundo ele declarou publicamente no evento durante o discurso em que recebia o prêmio honorário Donostia.

“Pode ser visto como um evento na história que durou o tempo que durou, essa cultura de cancelamento, essa pressa instantânea para o julgamento baseado no que essencialmente equivale a ar poluído”, afirmou.

O artista disse: “Está tão fora de controle agora que posso prometer que ninguém está seguro. Nenhum de vocês. Ninguém saiu por aquela porta. Ninguém está seguro. É necessária uma frase e não há mais chão, o tapete foi puxado”. 

“Não foi só comigo que isso aconteceu, aconteceu com muitas pessoas. Esse tipo de coisa já aconteceu com mulheres, homens. Infelizmente, a certa altura, eles começam a pensar que isso é normal. Ou que são eles. Quando não é”, completou.

O festival foi alvo de uma série de polêmicas quando anunciou que o ator receberia a homenagem, mas não mencionou as mais recentes controvérsias de Depp. Apenas emitiu em nota que ele é “um dos atores mais talentosos e versáteis do cinema contemporâneo”.