Notícias » Entretenimento

'Jove' vegano em 'Pantanal' é celebrado por ativistas: 'Estamos evoluindo'

Em cena da nova novela, personagem revelou a José Leôncio que não come carne — diferente de versão de 1990

Redação Publicado em 18/04/2022, às 15h59

Joventino em cena que revela ser vegano ao pai
Joventino em cena que revela ser vegano ao pai - Divulgação / YouTube / TV Globo

A nova roupagem do protagonista Joventino no remake de 'Pantanal', atualmente transmitido pela TV Globo na faixa de novelas das 21h, foi alvo de diversos comentários nas redes sociais sobre a postura do personagem na releitura do sucesso da Rede Manchete em 1990. Além de aderir cabelos ondulados e roupas modernas, Jove também é vegano na trama.

Com a projeção nacional do tema para um personagem de pensamentos modernos, a decisão foi comemorada por ativistas que não aderem o consumo de alimentos de origem animal, como foi o caso da atriz Alexia Dechamps, enaltecendo a postura do personagem fictício durante uma cena em que foi convidado a um churrasco.

Quem diria que eu ia escutar um texto desse numa novela. Estamos evoluindo mesmo. Palmas para o @brunoluperi que escreveu esta nova versão e teve a sensibilidade de colocar na boca do personagem do @jesuitabarbosa uma realidade cada vez maior!”, escreveu em publicação do Instagram contendo a cena.

'Jovegano'

Conforme revelado por Barbosa em entrevista à revista GQ Brasil em outubro de 2021, na nova versão da história o filho do fazendeiro José Leôncio é vegano, isto é, não come nada de origem animal, incluindo leite e ovos.

No Pantanal dos anos 90, o mocinho era caracterizado por um linguajar mais culto e hobbies como fotografia e leitura, o que ilustrava seu contraste com as pessoas que viviam na região pantaneira. Já no remake, o veganismo do jovem é mais uma das características a cumprir esse papel, que inclusive gerará conflito entre ele e seu pai.

Pai e filho têm cabeças diferentes, mas há um encontro nessas diferenças, há respeito. Isso é importante neste momento de nervos inflamados, em que não tem havido respeito entre as pessoas", explicou Jesuíta ao veículo.