Notícias » Brasil

Jovem assassinada em SC foi obrigada a cavar próprio túmulo

Polícia descobriu mais detalhes a respeito dos assustadores momentos finais de Amanda Albach

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 04/12/2021, às 13h36

Fotografia da vítima
Fotografia da vítima - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Oficiais de polícia descobriram que Amanda Albach, uma promotora de vendas de 21 anos de idade que foi assassinada em Santa Catarina, teria sido instruída a cavar sua própria cova. 

A jovem, que foi vista pela última vez no dia 15 de novembro, foi passar o feriado com um casal de amigos. Os dois, assim como um terceiro colega em comum que havia se juntado ao grupo, se tornaram suspeitos após o desaparecimento da catarinense. 

Após o trio ser detido e interrogado pela polícia, um deles revelou a localização, na praia da cidade de Imbituba, onde seriam encontrados os restos mortais de Amanda

Outro detalhe é que foi o homem que se uniu ao grupo por último que teria sido o responsável pelos dois disparos que tiraram a vida da catarinense. De acordo com informações repercutidas pela Folha de São Paulo neste sábado, 4, o investigado confessou ter obrigado a moça a cavar seu próprio túmulo com uma pá. 

O suposto motivo do crime teria sido uma fotografia tirada por Amanda que poderia revelar o envolvimento do homem com tráfico de drogas. Seu assassinato, dessa forma, seria uma forma de acobertar a atividade ilegal.