Notícias » Brasil

Jovem é alvo de bilhetes racistas em condomínio de Belo Horizonte

A vítima, que trabalhava no local, ficou em estado de choque

Redação Publicado em 26/04/2022, às 12h18

Bilhetes com ofensas racistas recebidos por trabalhador
Bilhetes com ofensas racistas recebidos por trabalhador - Divulgação / G1

Um morador de Belo Horizonte ficou em estado de choque depois que recebeu bilhetes com ofensas racistas em seu local de trabalho. O caso ocorreu na semana passada, em um prédio localizado no bairro de Planalto, zona Norte da capital mineira.

"Não sei quem escreveu esses bilhetes, fiquei em estado de choque. A pessoa que faz isso não tem humanidade dentro dela. Me chamou de analfabeto, mas trabalho para pagar meu curso de enfermagem", declarou ao G1 a vítima de 25 anos, que pediu para não ser identificada.

O jovem trabalha para uma empresa que presta serviços no condomínio e atuava como auxiliar de serviços gerais havia cerca de dois meses, conforme informou a fonte.

Ele registrou o primeiro boletim de ocorrência na última quarta-feira, 20, logo após ter se deparado com papéis no setor em que trabalhava que diziam: "Volta pra sua jaula gorila volta pro licho (para o lixo) de anafabetos (sic) que você veio preto sujo (...) "Lugar de preto não é na limpeza é na sesala (senzala)". 

Segunda ocorrência

Após o episódio de racismo, o rapaz pediu para ser transferido de setor. Porém, no sábado, 23, quando retornou ao local para pegar seus pertences e despedir-se de uma moradora, encontrou mais dois bilhetes contendo ofensas.

"Sofra as consequências, viado, preto. Ou você sai daqui, o resto toma banho de cloro, africano. Bons tempos eram quando pessoas como você sabiam do seu lugar que é no tronco, macaco, estúpido. Lugar seu é com sua gente na senzala, seus amigos são sujos como você".

As mensagens de ódio foram encaminhadas à administração do prédio, e um segundo registro policial foi feito pela síndica e pela diretora da empresa que presta serviços no condomínio. Até o momento, o autor dos ataques não foi identificado.