Notícias » Egito

Jovem egípcia assediada por brasileiro afirma: "Não quero nada dele"

O médico e influencer Victor Sorrentino foi preso após publicar um vídeo no qual realizou piada machista

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/06/2021, às 08h35

Na foto, pirâmides do Egito
Na foto, pirâmides do Egito - Imagem de Nadine Doerlé por Pixabay

Na semana passada, o médico Victor Sorrentino foi preso no Egito após ter publicado um vídeo no qual realizou uma piada de cunho sexual a uma vendedora de uma loja local. Dias depois do ocorrido, a jovem egípcia declarou, em entrevista ao Fantástico, que não irá pedir indenização pelo ocorrido, conforme informou o UOL.

"Não, não quero nada dele", disse a mulher, em matéria que foi ao ar no último domingo, 6. "Porque para mim o que aconteceu foi suficiente, suficiente ele dizer que cometeu um erro. Não sei o que a polícia vai fazer, mas da minha parte eu aceito o perdão. Mas o que vai acontecer depois não é trabalho meu." A loja na qual trabalha, no entanto buscará uma indenização pelo período que teve de ser fechada.

No vídeo, que gerou polêmicas no Instagram, o influencer realiza comentários de duplo sentido à jovem que vendia papiros. "Vocês gostam mesmo é do bem duro, né? E comprido também fica legal, né?", dizia ele, rindo, à egípcia que nada entendia.

Com a repercussão negativa, porém, Sorrentino voltou ao estabelecimento no dia seguinte e gravou um novo vídeo, desta vez pedindo desculpas à vendedora. Ele foi detido no aeroporto no domingo, 30, sendo impedido de deixar o país. As autoridades egípcias permitiram que o médico retornasse ao Brasil ontem, 7.