Notícias » Europa

Jovem paquistanesa é morta após recusar casamento com primo na Itália

Com a união arranjada quando ainda menor de idade, o principal suspeito do assassinato é o pai do garoto

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/06/2021, às 09h41

Imagem ilustrativa de vilarejo na Itália
Imagem ilustrativa de vilarejo na Itália - Imagem de Peter H por Pixabay

A jovem paquistanesa Saman Abbas foi alvo de um infeliz ataque fatal supostamente atribuído como um "crime de honra" por um de seus tios, um homem de 33 anos que teria se irritado com a recusa da jovem em se casar forçadamente com um de seus primos, como informa o portal UOL.

Morando na Itália, a jovem decidiu sair de casa e romper o noivado com o parente ainda quando era menor de idade, em novembro de 2020, residindo em um abrigo até completar 18 anos, em abril deste ano. Contudo, optou por voltar para a família, tendo seu assassinato atribuído em 1 de maio, como depôs o irmão da vítima.

A desconfiança sobre a autoria partiu de uma conversa virtual do tio, identificado como Hasnain Danish; conversando com uma parente, ele confessou a intenção e definiu o assassinato como um "trabalho bem feito".

De acordo com a agência ANSA, o irmão da garota ainda deu detalhes sobre ameaças do tio para a Procuradoria de Reggio Emilia, sendo orientado a "não falar nada para os policiais" e que o tio não teria permitido acessar o corpo de Saman: "Segundo o que sei, eles a mataram estrangulando-a. Até porque, quando [ele] voltou para casa, não tinha nada nas mãos", afirmou.