Notícias » Crimes

Jovem que confessou assassinato de cães conservava coração de animal em pote

O caso está sendo investigado em Campos Novos, Santa Catarina

Redação Publicado em 31/03/2022, às 14h51

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay / Ichigo121212

Um jovem de 19 anos foi preso em flagrante após tentar matar a pedradas um cachorro, que pôde ser salvo, no município de Campos Novos, em Santa Catarina. Além da ocorrência, ele é suspeito da morte de mais quatro cães na região.

A prisão em flagrante foi convertida em preventiva com a decisão do juiz Eduardo Bonnassis Burg, da Vara Criminal de Campos Novos, na última terça-feira, 29. O caso começará a ser investigado a partir de um exame de sanidade mental a ser feito no homem.

Como reportou a Exame, a expectativa é que as autoridades possam elucidar a situação de desaparecimento de cachorros de rua na cidade, que começou a ser percebido por voluntários de uma sociedade protetora dos animais, o grupo ANA.

Nos últimos seis meses, 27 cães teriam desaparecido. O rapaz, que não teve a identidade revelada, foi visto com um dos vira-latas da ONG, teve um boletim de ocorrência registrado, mas nada foi encontrado em sua casa no começo do mês.

“Imaginávamos que as pessoas estavam adotando os animais e os levando para sítios da região. Isso porque quando um animal aparece atropelado, é nós que somos chamadas. Se aparecem mortos ou doentes, também. Então era essa a nossa suspeita”, relatou a advogada Laís Eufalia, voluntária do grupo ANA.

Algumas semanas após a averiguação da casa, a Polícia Civil foi alertada por familiares do jovem na última segunda-feira, 28, de que ele guardava o coração de um dos animais dentro de um pote em conserva.

O jarro foi apreendido pelas autoridades, que foram informadas por um dos parentes que o rapaz teria chegado em casa pouco antes com um cachorro preso em uma corda. Questionado pela polícia, ele confessou o assassinato de um cão e apontou o local do crime, onde foi encontrada apenas uma pedra com sangue.