Notícias » Estados Unidos

Juiz da Suprema Corte dos EUA se recusa a usar máscara

Neil Gorsuch foi o único a não usar a proteção pela segunda semana consecutiva durante as audiências

Isabela Barreiros Publicado em 19/01/2022, às 07h29

A Suprema Corte dos Estados Unidos
A Suprema Corte dos Estados Unidos - UpstateNYer via Wikimedia Commons

Embora a máscara de proteção seja essencial para evitar a propagação da covid-19 na pandemia, em especial com a nova variante ômicron, o juiz conservador da Suprema Corte dos EUANeil Gorsuch vem se recusando a utilizá-la durante as audiências.

Pela segunda semana consecutiva, Gorsuch não foi visto usando a proteção facial dentro da instituição, o que gerou críticas — em particular entre a oposição, visto que ele foi um dos três juízes nomeados pelo ex-presidente Donald Trump.

Entre os nove juízes da corte, Gorsuch foi o único a permanecer nas audiências com seu rosto descoberto, fato testemunhado por jornalistas que cobrem a Suprema Corte dos EUA, segundo reportou a agência de notícias AFP.

A ação do juiz de não usar máscara também ficou entre os tópicos mais comentados no Twitter na última terça-feira, 19, e foi discutida por alguns políticos americanos na rede social, embora ele mesmo seja pouco conhecido do público geral.

"Muito feliz de ter votado 'não' para esse idiota. Que tipo de pessoa faz isso?", escreveu em seu perfil a ex-senadora democrata Claire McCaskill, que se opôs à confirmação de Gorsuch em 2017.

A Suprema Corte foi consultada pela AFP, no entanto, não indicou quais são as medidas sanitárias aplicadas dentro da casa. Os juízes trabalharam de suas residências ao longo de meses após o tribunal ser fechado em março de 2020 em decorrência da pandemia.