Notícias » Austrália

Juiz ordena que Djokovic seja liberado e anula visto cancelado

O tenista sérvio está confinado em hotel na Austrália desde 6 de janeiro

Wallacy Ferrari Publicado em 10/01/2022, às 09h59

Djokovic comemora vitória
Djokovic comemora vitória - Getty Images

O juiz Anthony Kelly decidiu anular a decisão do governo da Austrália ao ordenar que o tenista sérvio Novak Djokovic tenha o visto descancelado, possibilitando sua liberação da detenção no hotel onde está isolado na cidade de Melbourne. O processo colocou o Ministério de Assuntos Internos da Austrália como réu e obrigou a cobrir os custos do atleta.

Agora, a decisão deve ser acatada pelo órgão que, junto a Djokovic, deve dialogar por um acordo ou realizar uma avaliação dos prejuízos na agenda do atual 1º do mundo no ranking da modalidade.

A decisão foi proferida às 17h16 de hoje, horário local (03h16 pelo horário de Brasília) e já foi recebida positivamente por Christopher Tran, advogado do governo federal, que concordou com a medida e acrescentou que a administração cumprirá a decisão.

O sérvio faria parte do Aberto da Austrália, uma das etapas mais importantes da competição em alto nível, mas esteve confinado desde o dia 6 de janeiro, sob a alegação de ter violado a Seção 116 (1) (e) da Lei de Migração, que “permite o cancelamento de um visto quando o titular representa um risco para a saúde, segurança ou boa ordem da comunidade australiana, ou para um indivíduo dentro da comunidade australiana".