Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Julgamento de ex-presidente do Peru envolvido em escândalo com Odebrecht começa hoje

Ollanta Humala e sua esposa, Nadine Heredia se tornaram réus nesta segunda-feira, 21

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/02/2022, às 16h29

Ollanta Humala enquanto tentava retornar à presidência nas eleições de 2021 no país - Getty Images
Ollanta Humala enquanto tentava retornar à presidência nas eleições de 2021 no país - Getty Images

O julgamento do ex-presidente peruanoOllanta Humala e sua esposa, Nadine Heredia, começará nesta segunda-feira, 21. É o primeiro julgamento contra um antigo presidente peruano pelo escândalo de corrupção envolvendo a Odebrecht.

Humala, um ex-tenente-coronel de 59 anos, foi presidente do país durante os anos de 2011 e 2016, e agora é acusado pelo Ministério Público peruano de lavagem de dinheiro por ter aceitado contribuições ilegais de 3 milhões de dólares para sua campanha presidencial.

O julgamento do caso, que será virtual, devido às medidas restritivas contra a covid-19 no país, será feito por Nayko Coronado, do Terceiro Tribunal Penal Colegiado Nacional. A promotoria peruana pediu 20 anos de prisão para o ex-presidente do país e 26 para Heredia, sua esposa, por "ocultação de compras de imóveis com dinheiro da Odebrecht".

Humala se tornou o primeiro dos quatro presidentes que serão julgados pela trama de corrupção da Odebrecht no Peru, segundo a AFP. A acusação contra ele foi apresentada em 2019, pelo promotor Germán Juárez, que também pede a dissolução do Partido Nacionalista Peruano. 

A Odebrecht admitiu no ano de 2016 que pagou dezenas de milhões de dólares no Peru financiando campanhas por meio de doações ilegais e fazendo subornos. O Ministério Público do país trouxe uma lista de 285 testemunhas para serem consultadas no caso, entre elas Marcelo Odebrecht e Jorge Barata, ex-presidente da empresa dentro do Peru.