Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Irã

Justiça condena três pessoas a perderem um olho, no Irã

Além de multa e prisão, no Irã, penas agressivas podem acontecer seguindo a lei

Redação Publicado em 02/08/2022, às 17h13

Imagem ilustrativa de olho - Foto de LhcCoutinho, via Pixabay
Imagem ilustrativa de olho - Foto de LhcCoutinho, via Pixabay

No Irã, a Justiça condenou dois homens e uma mulher a perderem um olho, nesta terça-feira, 2. As punições no país voltaram a chamar atenção, com seu alto nível de agressividade física. Um jornal local de Teerã teria divulgado a informação.

Os culpados foram acusados de terem feito o mesmo com suas vítimas, condenados sob a lei do talião, que determina, entre crime e pena, a reciprocidade. No país, a norma é aplicada com maior frequência em casos de assassinato e os familiares dessas vítimas devem pedir a aplicação dela rapidamente.

Muitas organizações de direitos humanos e a Anistia Internacional denunciam este tipo de pena como tortura repetidamente. De acordo com o jornal Hamshahri, via Uol, “estes casos foram encaminhados à vara criminal de Teerã para a execução da pena”.

Os três casos

Um dos casos teria acontecido em 2011, quando uma jovem jogou ácido em sua vizinha, que acabou perdendo um olho depois de uma discussão. Além de prisão e multa, a agressora foi condenada e perder o olho direito. Sua sentença foi confirmada pela jurisdição superior.

O segundo caso foi de quando um homem esfaqueou um parente, que perdeu um olho, em 2017. Já o último, o mais recente, em 2018, um homem teria atirado em um amigo, com uma arma de caça, que acabou perdendo a visão do olho esquerdo.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!