Notícias » Estados Unidos

Justiça dos EUA realiza primeira condenação referente à invasão ao Capitólio

Essa é a primeira sentença oficial de prisão desde os ataques na capital do país, em 6 de janeiro deste ano

Redação Publicado em 20/07/2021, às 08h33

Imagem da invasão ao Capitólio
Imagem da invasão ao Capitólio - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias AFP publicadas pelo UOL, na última segunda-feira, 19, a Justiça dos Estados Unidos condenou um dos participantes da invasão ao Capitólio, em Washington, a oito meses de detenção.

Sabe-se que essa é a primeira sentença envolvendo prisão, desde os ataques que abalaram a democracia estadunidense, em 6 de janeiro deste ano.

Segundo revelado pelo Departamento de Justiça, Paul Hodgkins, de 38 anos era um dos apoiadores de Donald Trump, que — juntamente com mais centenas de pessoas — invadiu o prédio do Capitólio, enquanto os congressistas certificavam a eleição de Joe Biden como presidente do país.

As imagens das câmeras de segurança flagraram Hodgkin, que se declarou culpado por obstrução dos procedimentos oficiais. Contudo, segundo a própria condenação, o morador da Flórida “não participou pessoalmente da violência ou destruição de propriedade, nem causou a violência".

De acordo com informações divulgadas na reportagem, desde o dia dos ataques que resultaram em cinco mortes, mais de 535 manifestantes foram presos e pelo menos 165 foram indiciados.


Sobre Donald Trump

Donald Trump nasceu e cresceu no Queens, entre seus quatro irmãos. Seu pai, Fred, é descendente de imigrantes alemães, enquanto sua mãe, Mary Anne, migrou da Escócia em 1930. Na faculdade, recebeu o diploma de bacharelado em economia, pela Wharton University of Pennsylvania, em 1968.

Aos 25 anos, recebeu a empresa de imóveis e construção de seu pai. À frente da Trump Organization, Donald recebeu o título de magnata. Em 2015, anunciou sua nomeação para a presidência dos EUA pelo Partido Republicano.

Durante sua campanha, Trump usou de discursos de cunho populista e anti-imigração, sempre lembrando seu lema: “Make America great again”. Em 2016, o republicano derrotou a democrata Hillary Clinton e se tornou o 45º Presidente dos Estados Unidos. Aos 70 anos, ele foi a pessoa mais velha a assumir o cargo.