Notícias » Brasil

Justiça ordena soltar homem preso por foto antiga

Alberto Meyrelles Júnior foi detido erroneamente no Rio de Janeiro após ser reconhecido em fotografia tirada há 20 anos

Redação Publicado em 06/12/2021, às 13h00

Imagem meramente ilustrativa de viatura policial
Imagem meramente ilustrativa de viatura policial - Divulgação/ Pixabay/ diegoparra

A Justiça ordenou a soltura de Alberto Meyrelles de Santanna Júnior, preso no bairro de Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, após ser acusado de um roubo de carro em 2019. Na data em que o rapaz supostamente teria realizado o crime, ele foi alvo de outra infração, quando seus documentos foram levados pelos mesmos criminosos.

Acontece que, após furtarem o carro e os documentos, os assaltantes deixaram uma foto de Alberto dentro do veículo. Tal imagem em 3 X 4, tirada 20 anos atrás, então, foi usada pelos investigadores para o reconhecimento do suspeito.

A fotografia com Alberto mais novo, mais magro e em menor resolução acabou sendo validada pela vítima do crime, mesmo com o reconhecimento dificultado.

Preso há 20 dias, a família do rapaz apontou diversas inconsistências da acusação com o depoimento da vítima; de acordo com o pai do rapaz, Alberto Meyrelles, a descrição das características físicas não batem com a versão da vítima, enaltecendo que a única característica compatível é o fato de ambos terem a pele escura.

Mesmo ela tendo falado antes que o ladrão tinha 25 anos, 1,75 metro de altura, usava bermuda estampada e boné vermelho. Meu filho tem 1,87 metro, vai fazer 40 anos, não usa bermuda estampada, não usa boné vermelho, é trabalhador, tem bigode. É uma coisa totalmente inacreditável”, disse o pai à TV Globo.

Desde a prisão, o pai levou diversos cartazes para a frente do presídio onde o filho está, atraindo a atenção da imprensa local pela inconsistência na investigação. Com o mandato desta segunda-feira, 6, a expectativa é que o rapaz seja solto ainda hoje.