Notícias » Família Real Britânica

Justiça permite que advogados do príncipe Andrew acessem acordo judicial entre acusadora e Jeffrey Epstein

O filho da rainha Elizabeth II é acusado de abuso sexual

Penélope Coelho Publicado em 08/10/2021, às 09h07

Príncipe Andrew, em 2019
Príncipe Andrew, em 2019 - Getty Images

Na última quarta-feira, 6, foi anunciado que os advogados do príncipe Andrew conseguiram autorização para terem acesso a um acordo judicial sigiloso, que o financista Jeffrey Epstein firmou em 2009.

Morto em 2019, Epstein foi condenado por abuso e tráfico sexual de menores de idade, ele e o duque de York mantinham uma amizade. Sabe-se que Andrew também enfrenta acusações de abuso.

Virginia Giuffre, de 38 anos, afirma que quando era menor de idade, foi vítima do príncipe, com a ajuda do financista. O filho da rainhaElizabeth II nega.

De acordo com informações do portal de notícias g1, com acesso ao acordo que Giuffre fez com Epstein, os advogados tentam descobrir se Andrew foi protegido.

Caso positivo, o duque de York não correria o risco de ser condenado a pagar uma indenização em dinheiro para Virginia.

Em nota, os representantes afirmam que acreditam que o acordo absolve o cliente de qualquer responsabilidade. Com isso, os advogados da mulher terão que entregar o documento.