Notícias » Mundo

Kim Jong-un fica mais próximo da Coreia do Sul com envio de nova carta

Gesto acontece em menos de um mês antes da mudança na presidência do país vizinho

Alan de Oliveira | @baco.deoli, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 23/04/2022, às 08h27

Kim Jong-un e Moon hae-in
Kim Jong-un e Moon hae-in - Getty Images

Em confirmação de informação ontem, 22, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, trocou cartas com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, ambos agradecendo os esforços diplomáticos e políticos para tentar melhorar a relação entre os dois países.

O envio da carta de Kim acontece três semanas antes de Moon deixar a presidência do país para o conservador YoonSuk-yeol, do Partido do Poder Popular, que foi eleito em um dos pleitos mais disputados e agressivos registrados no país.

A notícia foi trazida pela agência" KCNA", e ela destaca alguns pontos da carta do Líder Supremo norte-coreano. Um dos primeiros temas tratados no ofício, foi a ajuda no lançamento das bases para unificação da península.

Ainda escreveu que “apreciou os sofrimentos e esforços feitos por Moon pela grande causa da nação até os últimos dias de seu mandato", informou a agência, que acrescentou que a troca de cartas é uma "expressão de profunda confiança entre os dois líderes".

Ideais mais conectados entre as Coreias

Uma grande evidência de maior proximidade entre os países asiáticos, dá-se pelo não incômodo após a decisão dos sul-coreanos em oficializar a criação de um exército em conjunto com os Estados Unidos.

Os movimentos de Moon, já perto do fim de seu mandato, são vistos como uma pressão interna e externa para o novo presidente do país, Yoon, cumprir com as declarações assinadas em conjunto entre as Coreias, quando assumir o cargo no dia 10 de maio.