Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Reino Unido

Ladra que roubou diamantes de R$ 30 milhões deve devolver apenas R$ 1,7 mil

Ao ser condenada, a Justiça avaliou todos os bens da criminosa em míseras 244 libras esterlinas

Wallacy Ferrari Publicado em 21/02/2022, às 11h57

A ladra após trocar as roupas durante furto - Divulgação / Polícia de Londres
A ladra após trocar as roupas durante furto - Divulgação / Polícia de Londres

Uma ladra romena, identificada como Lulu Lakatos, 60, está presa após se passar por especialista em pedras preciosas e trocar sete diamantes, avaliados em 4,2 milhões de libras esterlinas (aproximadamente R$ 30 milhões na cotação atual), por pedras em maleta. Se já não bastasse a audácia na cuidadosa operação, seu julgamento apontou um fato curioso.

Ao chegar na famosa joalheria Boodles, em Londres, em março de 2016, ela afirmava ter sido enviada por compradores russos, mas foi descoberta por uma câmera de segurança que registrou o momento onde ela realizou o truque de troca de maletas com as mãos. Após sair naturalmente, se trocou em um bar e, três horas depois, já estava na França.

Contudo, ao ser encontrada e presa, nunca conseguiu apontar o paradeiro dos diamantes, que foram repassados para uma gangue internacional. Para compensar, deu julgamento especificou na condenação que, além do tempo em regime fechado, Lakatos deveria pagar uma multa de valor equivalente a todo o patrimônio que estivesse em seu nome.

Os bens de Lakatos, no entanto, correspondem a míseras 244 libras esterlinas (cerca de R$ 1,7 mil), quantia encontrada com ela quando foi presa. A criminosa não possui casa em seu registro, veículos ou itens de valor, surpreendendo o juiz Alexander Milne, que classificou como um "contraste impressionante".