Notícias » Internet

Lamentando sobre caso de George Floyd, ex-presidente iraniano Ahmadnejad cita rapper Tupac Shakur

O político surpreendeu ao citar o rap Changes do artista estadunidense, assassinado em 1996 e que fez importantes denúncias da brutalidade sofrida pelos negros no país

André Nogueira Publicado em 01/06/2020, às 06h00 - Atualizado às 07h33

Mahmoud Ahmadinejad
Mahmoud Ahmadinejad - Wikimedia Commons

Em maio ao choque social causado pelo assassinato de George Floyd por um policial supremacista branco no Minnesota, o ex-presidente do Irã surpreendeu ao postar em seu Twitter uma lástima ao ocorrido, citando o famoso rapper estadunidense Tupac. Mahmoud Ahmadinejad problematizou a tentativa de controle da polícia no país, clamou por união e citou: "Aperte o gatilho, mate um nxgga, ele é um herói" (no original, “Pull the trigger kill a nxgga, he’s a hero.”)

O tweet de Ahmadnejad faz referência à música Changes, que denuncia a violência policial contra afroamericanos e a brutalidade que essa comunidade sente nos EUA. A relação utilizada pelo iraniano buscou trazer, da própria cultura negra do país onde ocorreu o assassinato, uma forma de expressão da indignação em relação ao ocorrido, um abuso da polícia. Veja:

Tweet do iraniano / Crédito: Divulgação/Twitter

 

O trecho faz parte da seguinte estrofe: "Policiais dão a mínima para um negro/ Aperte o gatilho, mate um nxgga, ele é um herói/ Dê o crack para as crianças que se importam/ Uma boca a menos de fome no bem-estar ”.