Notícias » Pré-História

Lança de 25 mil anos cravada em esqueleto de mamute é a primeira prova de que humanos os matavam com a própria força

Descoberta derruba hipótese até hoje aceita de que esses animais eram grandes demais para os humanos pré-históricos, e só podiam ser mortos por meio de truques

Letícia Yazbek Publicado em 21/01/2019, às 17h14 - Atualizado às 17h51

Pedaço de lança prova que mamutes eram ativamente caçados pelos seres humanos
Pedaço de lança prova que mamutes eram ativamente caçados pelos seres humanos - Stuart Jackson-Carter

Pode ser um clichê na cultura popular, mas cientistas pensavam diferente. Já eram bem conhecidas evidências de que humanos consumiam mamutes, mas como eles matavam era algo a se especular. E a maioria dos cientistas tendia a duvidar da capacidade de nossos ancestrais em derrubar uma presa tão portentosa, que podia ser maior que um elefante africano. Afirmavam que usavam de subterfúgios, como perseguir o animal até um penhasco ou armadilha, com a gravidade fazendo todo o trabalho.

A descoberta de um dardo (uma lança de atirar) incrustrado na costela de um mamute há 25 mil anos muda totalmente o jogo. É a primeira evidência de que as pessoas que viviam na Europa durante a era do Gelo usavam armas ativamente para caçar grandes animais.

A costela foi encontrada em 2002, na Cracóvia, onde cientistas, ao longo dos anos, descobriram mais de 110 mamutes, que viveram entre 30 mil e 25 mil anos atrás. Recentemente, os pesquisadores decidiram analisar detalhadamente o achado.

“Entre dezenas de milhares de ossos, durante uma análise dos restos, encontrei uma costela de mamute danificada”, disse Piotr Wojtal, arqueólogo do Instituto de Sistemática e Evolução dos Animais da Academia de Ciências da Polônia. “Descobrimos que um fragmento de uma flecha de sílex estava preso nele”.

O fragmento, de cerca de 7 milímetros de comprimento, provavelmente se quebrou quando um caçador lançou a arma contra o corpo do mamute. Segundo Wojtal, o golpe não matou o animal – a não ser que a caça tenha envolvido vários caçadores e mais ataques.

De acordo com Adrian Lister, do Museu de História Natural de Londres, trata-se da primeira arma encontrada incrustrada em um mamute. “A descoberta mostra, sem dúvida, que uma lança foi usada contra o animal”.