Notícias » Brasil

Leite condensado, uva passa, sagu e chiclete: Governo Bolsonaro gastou mais de R$ 1,8 bilhão em alimentos em 2020

Os valores exorbitantes para compras de alimentos foram publicados pelo portal Metrópoles

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/01/2021, às 14h20

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil - Wikimedia Commons

O portal Metrópoles, com o levantamento do (M)Dados realizado com dados do Painel de Compras, atualizado pelo Ministério da Economia, divulgou no último domingo, 24, que o governo Bolsonarogastou mais de R$ 1,8 bilhão na compra de alimentos em 2020. O valor soma todos os órgãos executivos e aumentou em 20% em comparação ao ano anterior.

A ‘lista de compras’ do Governo Federal conta com alimentos comuns na mesa dos brasileiros, como arroz, feijão, carne e salada, por exemplo. Mas outros causaram estranhamento: apenas em leite condensado, gastou-se R$ 15.641.777,49. Em 2019, o valor era ainda mais elevado, com R$26 milhões no mesmo produto.

Outros itens curiosos foram massa de pastel, geleia de mocotó, vinho, chantilly, pizza, sagu e chicletes. Em gomas de mascar, o governo gastou mais de 2 milhões de reais. Já em uvas passas, foram pagos pouco mais de R$ 5 milhões em sua compra. 

R$ 32,7 milhões foram retirados dos cofres da União apenas para pagar pela união de pizza e refrigerante do governo ao longo do ano passado. Barras de cereal custaram R$13,4 milhões e ervilhas em conserva um pouco menos, R$12,4 milhões.