Notícias » Cultura

Livro reúne os crimes mais insólitos já noticiados na famosa revista New Yorker

"Os piores crimes da revista New Yorker", organizada por Felipe Damorim, mescla criminologia, jornalismo e literatura

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 03/05/2021, às 18h36

Imagem meramente ilustrativa de um jornal
Imagem meramente ilustrativa de um jornal - Imagem de Markus Winkler por Pixabay

Em um primeiro momento, a New Yorker, fundada pelos jornalistas Harold Rosse Jane Grant em 1925, foi pensada para ser uma revista de humor. Contudo, logo chamou a atenção do público por analisar notícias contemporâneas e dar espaço para novos talentos literários.

Conhecida internacionalmente como uma das melhores revistas em checagem de dados, a New Yorker foi o primeiro veículo em que o aclamado escritor John Hersey publicou “Hiroshima”. Já Hannah Arendt apresentou ao mundo a sua obra “Eichmann em Jerusalém”.

[Colocar ALT]
Os piores crimes da revista New Yorker, de Felipe Damorim / Crédito: Divulgação / Rua do Sabão

Em maio deste ano, chega às livrarias brasileiras a obra “Os piores crimes da revista New Yorker”, organizada por Felipe Damorim. Com selo da editora Rua do Sabão, este livro é fundamental para compreender a trajetória e estilo jornalístico do veículo fundado por Harold Ross e Jane Grant. 

Em setembro de 1965, Truman Capote começou a escrever diversos artigos na revista, que mais tarde originaram o livro “A Sangue Frio”. Os textos apresentavam detalhes de um homicídio quádruplo ocorrido em Holcomb, no estado do Kansas.

A partir de técnicas literárias mescladas ao jornalismo mais criterioso, Truman Capote e a revista New Yorker deram início a um novo estilo literário, utilizando uma construção de suspense típicas da prosa.

Dentre as histórias presentes na obra é possível encontrar uma análise sobre os massacres em escolas; o dilema de uma artista judia assombrada pelos horrores do Holocausto; a verdadeira história por trás de Chris Kyle, conhecido pelo filme "Sniper Americano" e o abuso das autoridades que levaram seis pessoas a confessarem um crime que não cometeram. 

Disponível na Amazon em formato de capa comum, “Os piores crimes da revista New Yorker”, em suma, trata-se de uma obra envolvente e instigante, que une o que há de melhor na literatura e no jornalismo.


+Saiba mais sobre esta obra por meio da Amazon:

Os piores crimes da revista New Yorker, de Felipe Damorim (org.) (2021) - https://amzn.to/3uf9bQc

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W


++Saiba mais sobre outras obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon:

O melhor guia de Nova York, de Pedro Andrade (2019) - https://amzn.to/2QPFZRf

A graça do dinheiro: As melhores charges da New Yorker sobre economia (1925-2009), de Robert Mankoff (2016) - https://amzn.to/2QPGtH3

The New Yorker Encyclopedia of Cartoons (Edição Inglês), de Bob Mankoff (org.) (2018) - https://amzn.to/3ume6yU

The New Yorker Book of Doctor Cartoons (Edição Inglês), de New Yorker Magazine (1996) - https://amzn.to/3gZd3kk

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W