Notícias » Estados Unidos

Local de lançamento de mísseis da Guerra Fria é colocado à leilão nos EUA

Abandonada por anos, instalação na Dakota do Norte possui bunker e, segundo corretor de imóveis responsável, é perfeita para isolamento social

Isabela Barreiros Publicado em 06/08/2020, às 14h08

Instalação para lançamento de mísseis na Dakota do Norte, EUA
Instalação para lançamento de mísseis na Dakota do Norte, EUA - Divulgação/Leilões da Pifer

No período da Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética nunca se enfrentaram de forma direta. Principalmente entre os anos de 1950 e 1970, os dois países passaram a desenvolver equipamentos, bases e possibilidades de ataque, aumentando ainda mais as tensões e possibilidades de guerra nuclear.

Durante esse período, os estadunidenses investiram em implantar locais de lançamento de mísseis em um lugar específico: nas Grandes Planícies. Em 20 anos, eles estabeleceram mais de mil mísseis ao longo das Dakotas. Hoje, no entanto, essas instalações estão praticamente abandonadas.

Crédito: Divulgação/Leilões da Pifer

 

"A ideia era que, se mísseis chegassem da União Soviética sobre o Ártico, seriam mísseis defensivos destinados a abater qualquer um que entrasse", explicou Dave Keller, corretor de imóveis da Pifer. "É uma parte muito resistente da história da Guerra Fria", disse.

Agora, um desses locais pode pertencer a quem pagar o valor correto. O Remote Sprint Launcher 4, uma instalação de lançamento de mísseis, acompanhado de um bunker, será colocado em leilão. O lote de por volta de 202 mil m² está localizado no nordeste de Dakota do Norte.

Divulgação/Leilões da Pifer

 

O grande terreno possui ainda construções como prédios de concreto, uma cerca dupla, os restos de 14 tubos de lançamento de mísseis Sprint e uma localização impressionante. O fato de a instalação estar isolada foi muito importante para que o governo mantivesse os curiosos distantes, mas hoje pode servir para a quarentena devido ao novo coronavírus.

"[É] o máximo em distanciamento social”, afirma Keller. “Você tem o COVID-19, tem distúrbios civis. É seguro, protegido e à prova de tornado”. Mesmo que o local esteja em uma situação degradada, com vegetação indesejada e tubos enferrujados, a procura foi alta. A lista de leilão ainda não possui um valor inicial.