Notícias » Estados Unidos

Local histórico dos Estados Unidos, que remonta à década de 1840, é vandalizado

Na reserva nacional City of Rocks ainda é possível observar assinaturas de emigrantes do século 19 nas pedras

Isabela Barreiros Publicado em 29/04/2020, às 15h18

Vandalismo na Camp Rock, nos Estados Unidos
Vandalismo na Camp Rock, nos Estados Unidos - Reserva Nacional City of Rocks

City of Rocks é um local histórico muito importante para os Estados Unidos. Ainda nos dias de hoje é possível observar o caminho trilhado por emigrantes que passaram pela região — as assinaturas de seus nomes em graxa, feita no granito, são visíveis em muitas das pedras, especialmente na Camp Rock.

A formação, localizada em Idaho, nos Estados Unidos, preserva essa história. No entanto, segundo comunicado das autoridades locais, ela foi vandalizada no final da última sexta-feira, 24, ou no início de sábado, 25. O superintendente da reserva, Wallace Keck, considerou este “o pior grafite que a City of Rocks teve em sua história”.

Crédito: Reserva Nacional City of Rocks

 

Na rocha, agora é possível observar o vandalismo feito com tinta spray preta, branca e rosa. Frases como "sem carne", "o verdadeiro LP" e "ame a Deus!" foram pichadas. Keck acredita que se tratava de um grupo de dois a seis vândalos, incluindo homens e mulheres.

“Vemos pessoas tentando esculpir seus nomes (nas pedras) utilizando tinta spray ou marcador mágico. São alguns casos por ano, geralmente é bastante pequeno. Tem que ser removido com muito cuidado. Não podemos simplesmente jatear com água ou esfregar”, afirmou o superintendente.