Notícias » Mundo

"Lockdown" é eleita a palavra do ano por dicionário inglês

Outras expressões consideradas pelo dicionário Collins foram "distanciamento social" e "coronavírus"

Ingredi Brunato Publicado em 10/11/2020, às 15h56

Mesas ao ar livre vazias, em alusão à quarentena
Mesas ao ar livre vazias, em alusão à quarentena - Divulgação/Pixabay

O dicionário de inglês Collins selecionou recentemente o termo “lockdown” como a palavra de 2020. A expressão estrangeira, que mesmo no Brasil foi repetida diversas vezes ao longo da pandemia, se refere a um protocolo de confinamento rígido, em que pessoas e mercadorias são impedidos de deixar determinada região. 

Segundo as autoridades linguísticas consultadas pelo dicionário, nesse ano a palavra teria sido usada cerca de 250 mil vezes, em contraste a apenas 4 mil em 2019, em que seria empregada principalmente no contexto do sistema prisional. Expresso em porcentagem, esse foi um aumento de 6.000%. 

"Nossos lexicógrafos [profissionais que produzem dicionários] escolheram 'lockdown' como a palavra do ano porque é uma experiência compartilhada por bilhões de pessoas em todo o mundo, que tiveram que fazer a sua parte no combate à propagação da covid-19", explicou a marca em um comunicado oficial, de acordo com a apuração do UOL. 

Outras palavras consideradas para o título de mais importante do ano, antes da escolha ser feita, foram “coronavírus”, “distanciamento social” e “trabalhadores essenciais”. Já em 2019, o Collins tinha eleito a expressão “greve do clima”, se referindo aos problemas de crise ambiental que haviam estados nos holofotes durante o ano, com destaque para o ativismo de Greta Thunberg

Um último detalhe interessante sobre a edição de 2020 do dicionário Collins, é que ele agora inclui o termo "BLM", abreviação de "Black Lives Matter", principal slogan do movimento de combate ao racismo, cuja tradução é "Vidas negras importam".