Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Tecnologia

Lojas virtuais: Já existem lojas de cannabis no Metaverso

As legislações do local onde o usuário está, todavia, influenciam o que lhe é permitido

Ingredi Brunato, sob supervisão de Isabela Barreiros Publicado em 15/06/2022, às 12h12

Fotografia de loja virtual - Divulgação/Kandy Girl/ Arquivo Pessoal/ Shannon Palus
Fotografia de loja virtual - Divulgação/Kandy Girl/ Arquivo Pessoal/ Shannon Palus

O Metaverso, plataforma de realidade virtual da empresa Meta, já está atraindo empresas, inclusive aquelas do ramo da comercialização de produtos à base de cannabis. 

Nas localidades de "Cryptovoxels" e "Decentraland", por exemplo, é possível encontrar lojas da Higher Life CBD Dispensary LLC, empresa focada na venda de substância psicoativa conhecida como canabidiol, que é extraída das flores de cânhamo, e a Kandy Girl, cujo produto são balas batizadas com THC, que é outro princípio ativo da maconha. 

Vale destacar, contudo, que as compras não são feitas diretamente no Metaverso, de forma que as lojas virtuais apenas servem para direcionar os internautas para os sites dessas companhias. 

Restrições

Embora as marcas que trabalham com cannabis estejam encontrando seu espaço na plataforma digital, um detalhe importante é que elas não podem realizar peças publicitárias, uma vez que a propaganda de produtos à base de maconha é proibida, assim como a apologia ao uso recreativo de drogas ilegais. 

Por fim, o Metaverso, ainda que exista dentro do ciberespaço, precisa seguir as legislações do mundo físico quando se trata de comércio.

Dessa forma, dependendo do código penal do estado onde um norte-americano vive, ele pode acabar não tendo a opção de comprar os itens oferecidos pela Higher Life CBD e pela Kandy Girl, uma vez que as empresas não farão a entrega em lugares onde seus produtos infringem a lei; o mesmo vale para internautas de outros países.