Notícias » Arqueologia

Madeira revela que vikings estiveram na América do Norte bem antes de Colombo

Cientistas usaram novo método para estudar a radiação cósmica de pedaços de madeira do Canadá

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/10/2021, às 11h59 - Atualizado às 12h04

Costa em Anse aux Meadows, na ilha canadense de Terra Nova
Costa em Anse aux Meadows, na ilha canadense de Terra Nova - Michel Rathwell via Wikimedia Commons

Uma equipe de pesquisadores liderada por Margot Kuitems, uma arqueóloga do Centro de Pesquisa Isotópica da Universidade de Groningen, na Holanda, e Michael Dee, professor de cronologia isotópica, conseguiu datar a presença breve de vikings em uma região do Canadá no ano de 1021, antes de Cristóvão Colombo, por meio do estudo da radiação cósmica em pedaços de madeira. 

O estudo, publicado na revista científica Nature na última quarta-feira, 20, indica a existência de vikings em território norte-americano ao analisar pedaços de madeira da ilha canadense de Terra Nova, utilizando uma datação diferente e mais precisa do que a tradicional (feita estudando níveis de carbono-14), que tem uma margem de erro de 250 anos.

Margot Kuitems explicou, em entrevista à AFP, que a antiga forma de datação é imprecisa por causa da sujeição constante do planeta Terra à radiação cósmica, "que produz continuamente carbono-14 na alta atmosfera".

O único local na América do Norte onde sabemos da presença de um assentamento viking continua sendo até hoje Anse aux Meadows, localizado em Terra Nova, onde esse estudo também foi conduzido.

O lugar se tornou um sítio arqueológico depois de um casal de exploradores noruegueses encontrar restos de uma vila viking na década de 1960.