Notícias » Alemanha

Madeleine McCann: Suspeito de matar será julgado por estupro em 2022

Christian Brücker já foi condenado por um caso semelhante em 2005, com uma idosa de 72 anos

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/12/2021, às 12h28

Fotografia oficial do suspeito
Fotografia oficial do suspeito - Divulgação / Interpol

O alemão suspeito de participar do desaparecimento da jovem britânica Madeleine McCann, Christian Brücker, será julgado em 2022 na Alemanha por um caso de estupro contra uma mulher de 20 anos, cometido num aldeamento turístico dia Praia da Luz, em Lagos, Portugal, durante o ano de 2004.

De acordo com a revista alemã Der Spiegel, o caso contra a vítima alemã apresenta uma série de semelhanças com outra condenação do criminoso contra uma idosa norte-americana de 72 anos, em Algarve, também em terras lusitanas. Atualmente o homem já cumpre uma pena correspondente ao crime, de sete anos em reclusão.

Em ambos os crimes, Brücker ameaçou as mulheres com um facão de 30 centímetros e utilizando um gorro tipo balaclava, impedindo com que as vítimas identificassem o rosto do agressor, que tinha apenas os olhos como característica comum nas descrições das vítimas.

Além dos crimes, ele soma o tempo de prisão com a condenação de outra pena por tráfico de drogas. A suspeita de envolvimento no sequestro e assassinado de Madeleine McCann ainda não teve denuncia formalizada, mas é o principal nome apontado pela investigação alemã.