Notícias » Personagem

Madonna rebate internauta: 'Únicos criminosos que estou vendo agora vêm da polícia'

A eterna Rainha do Pop rebateu falsa acusação feita em um post no Instagram

Redação Publicado em 13/04/2021, às 20h39

Madonna em imagem promocional de Madame X
Madonna em imagem promocional de Madame X - Divulgação/Madonna

Após o presidente norte-americano, Joe Biden, anunciar medidas contra o uso de armas de fogo, muitos residentes dos EUA demonstraram insatisfação.

E foi justamente uma publicação de Madonna sobre a pauta nas redes sociais que resultou num momento explosivo através de comentários do Instagram.

Isso porque a eterna Rainha do Pop se posicionou a favor do controle de armas no país. Assim, um internauta não muito satisfeito com a sua visão, decidiu responder Madonna com suposições sobre sua vida íntima. 

“Aposto que você tem pessoas com armas para proteger você e a sua família. Mas as pessoas pequenas podem ser deixadas desarmadas. Se você tirar as armas os criminosos sempre as encontrarão. O resto de nós, pessoas inocentes, seremos vítimas. Você vive atrás de muros altos com proteção. Você não vive no mundo real. Os criminosos não temem a polícia, nem a prisão. Mas, se formos uma sociedade armada, eles temerão as vítimas”, disse o internauta. 

Madonna, que se deparou com o comentário onde era afirmado principalmente que ela teria 'pessoas com armas para protegê-la', não ficou em silêncio e logo o desmentiu. 

“Vadi*, eu não tenho seguranças ou guardas armados ao meu redor. Vem aqui dizer na minha cara que meu mundo não é real. Eu te desafio. Você não sabe nada sobre mim ou minha vida”. Entretanto, ela não acabou por aí. Em seguida, fez uma dura crítica as autoridades dos EUA. 

A resposta da artista /Crédito: Divulgação - Instagram

 

“Os únicos criminosos que estou vendo agora vêm da polícia, que é paga para proteger as pessoas. Mas eles são protegidos por juízes e o sistema de justiça criminal, que é uma piada, pois não existe justiça se você é uma pessoa negra. Claro que o seu nome é Karen”, afirmou a interprete de Like a Virgin. 

Conforme explicado pelo portal de notícias Popline, 'Karen'é um nome empregado no país ao mencionar uma mulher branca que engloba a elite (privilegiada), caracterizada pela 'superioridade'. Muitas vezes, esse termo foi usado ao mencionar apoiadoras de Trump, ex-presidente do país. 

++Leia também: Como Madonna se tornou a Rainha do Pop?