Notícias » Estados Unidos

Maduro espera poder retomar o diálogo com os EUA durante mandato de Biden

O presidente venezuelano afirmou sua intenção em uma coletiva de imprensa

Ingredi Brunato Publicado em 09/12/2020, às 15h30

Foto meramente ilustrativa de Nicolás Maduro, o presidente da Venezuela
Foto meramente ilustrativa de Nicolás Maduro, o presidente da Venezuela - Getty Images

Na última terça-feira, 8, o atual governante da Venezuela, Nicolás Maduro, deu uma uma coletiva de imprensa em que, entre outras coisas, revelou que um intermediário de Donald Trump, presidente dos EUA, teria entrado em contato com o venezuelano no fim de 2018, propondo uma reunião. 

O encontro ocorreria na Assembleia Geral da ONU, todavia Maduro acabou não comparecendo por conta de sua oposição aos posicionamentos ideológicos e econômicos do país norte-americano. 

A despeito disso, o governante venezuelano se mostrou aberto à negociações com o novo presidente: "Esperamos que, assim que o novo governo de Joe Biden esteja empossado, eles tenham tempo para pensar, e esperamos que eles criem a possibilidade de diálogo entre a Venezuela e os Estados Unidos", declarou ele, segundo divulgado pelo UOL

Desde 2019, os dois países acabaram interrompendo suas relações diplomáticas após o governo de Trump reconhecer Juan Guaidó como o presidente legítimo do país sul-americano, acreditando que Maduro teria fraudado suas reeleições. 

Segundo o presidente venezuelano em atividade, seu opositor Guaidó seria apenas uma marionete dos EUA, dessa forma com a intenção de deixar as jazidas de petróleo nas mãos da potência capitalista.