Notícias » Brasil

Mãe de mulher presa em flagrante por torturar enteada confirma agressões: "Pensei que ela tivesse morrido"

A madrasta, identificada como Brena Luane Barbosa Nunes, é apontada como autoras de agressões usando cabo de TV

Redação Publicado em 22/04/2021, às 10h05

Imagem ilustrativa de uma boneca quebrada
Imagem ilustrativa de uma boneca quebrada - Imagem de Pam Simon por Pixabay

Rosângela Nunes, 50, confirmou que a filha Brena Luane Barbosa Nunes, 28, foi a autora da sessão de tortura contra a enteada de 6 anos, filha de sua namorada Gilmara Farias, 25, como informou o jornal O Dia. Ela aponta que o motivo foi a abertura da criança de duas caixas de leite, iniciando a sequência descontrolada de agressões durante a última sexta-feira, 16.

O método de tortura foi encurralar a garota e desferir golpes manuais e usando um cabo de fibra ótica retirado de um receptor de TV digital, além de ter ocorrido repetidas vezes em um intervalo de três dias sob a mesma justificativa — até a criança não apresentar reações e ser conduzida para um hospital.

Rosângela relatou que mãe e madrasta se uniram para as ações e a amaçariam em caso de denúncia: "Deu chutes, batia contra a parede. Jogou a menina do barranco de sete metros junto com a mãe. A criança só não foi lá pra baixo porque a mãe dela segurou. Depois disso, ainda bateu mais dentro de casa".

Ambas foram presas e devem ser indiciadas pelo crime de tortura, tendo uma pena prevista entre 2 e 8 anos de reclusão, podendo ter um fator qualificador em caso de lesões permanentes na criança. As agressões foram confessadas por Brena e Gilmara no 100º Distrito Policial, em Porto Real.