Notícias » Rússia

Mãe urso e filhote sobem em submarino e são abatidos por Marinha russa

O caso repercutiu depois de vídeos do episódio circularem na internet, gerando revolta entre internautas

Caio Tortamano Publicado em 10/11/2020, às 07h00

Urso em cima de submarino russo
Urso em cima de submarino russo - Divulgação - Twitter

Depois de gerar polêmica nas redes sociais, a Marinha Russa defendeu o abate de uma mãe urso e seu filhote. De acordo com porta-voz da entidade, não havia outra opção, uma vez que os animais estavam em cima de um submarino ancorado na base de Vilyuchinsk, no extremo leste da região de Kamchatka.

Para neutralizar os bichos, um especialista em caça foi convocado pela Marinha, que foi amplamente criticada depois que vídeos do abate foram reproduzidos nas redes sociais. Apesar da gravação que gerou repercussão ter sido divulgada no dia 8 de novembro, é a data precisa dos acontecimentos ainda não foi confirmada.

Durante o vídeo em questão, uma voz masculina afirma que se os ursos tivessem simplesmente sido espantados, provavelmente iriam até uma vila próxima. Acredita-se que os animais tenham nadado pela baía antes de subir no submarino por razões ainda não esclarecidas.

A península de Kamchatka, local onde está ancorado o veículo militar, é conhecida por sua grande população de ursos — com cerca de 24 mil em todo o território — que podem ser frequentemente flagrados nas praias locais.

A população russa tem vivenciado momentos delicados com os animais. Ano passado, inclusive, um grupo de 50 ursos polares se dirigiram até uma vila ao norte da Rússia, obrigando uma espécie de toque de recolher na região.