Notícias » Civilizações

Maior e mais antiga: Estrutura milenar da civilização maia é localizada no México

Os autores do estudo consideram a descoberta como a "construção monumental mais antiga já encontrada na área maia e a maior em toda a história pré-hispânica da região"

Alana Sousa Publicado em 04/06/2020, às 07h30

O sítio arqueológico de Aguada Fênix
O sítio arqueológico de Aguada Fênix - Divulgação

Em Tabasco, no México, foi realizada uma importante descoberta sobre o início da civilização maia. Trata-se de uma plataforma de 2.800 anos, localizada no sítio arqueológico de Aguada Fênix. A informação foi publicada juntamente com um estudo do local na renomada revista científica Nature.

Através de uma tecnologia a base de lasers — usados para mapear lugares ocultos da superfície —, os pesquisadores foram capazes de identificar uma grande plataforma artificial, que agora se tornou a maior e mais antiga estrutura da civilização maia, mostrando a força cultural do povo mesoamericano.

Reconstrução 3D da plataforma maia / Crédito: Divulgação

 

Escondido em meio às árvores, a plataforma era usada para cerimônias. Com 1.412 metros de comprimento e 299 de largura, sua composição é terra e argila. A descoberta traz uma dúvida quanto ao consenso do desenvolvimento dos maias, pois, é possível que tenham se expandido mais rapidamente do que os estudiosos pensavam.

"Este site não era conhecido antes de nossa pesquisa, provavelmente porque é difícil reconhecer uma construção horizontal nessa escala a partir do nível do solo", afirmaram os autores do estudo, liderados pelo arqueólogo da Universidade do Arizona Takeshi Inomata. A pesquisa também contou com apoio do Centro Nacional de Mapeamento a Laser Aerotransportado e pelo Instituto Nacional de Estadística e Geografia.