Notícias » Ásia

Mais de 100 figuras funerárias de 10 mil anos são encontradas na Jordânia

As estatuetas possuem traços humanos e nunca foram vistas antes na região contendo esse tipo de material

Wallacy Ferrari Publicado em 07/07/2020, às 10h38

Algumas das estatuetas reunidas em fotografia
Algumas das estatuetas reunidas em fotografia - Equipe Arqueológica de Kharaysin

Uma equipe de arqueólogos publicou um estudo relatando as principais descobertas em uma vila da Idade da Pedra na Jordânia, escavada desde 2014 por uma membros do Instituto de Pesquisa de Ciências Humanas Milá. A pesquisa, publicada na revista Antiquity, relata que mais de 100 artefatos foram encontrados por todo o sítio arqueológico.

As diversas figuras têm entre dois e cinco centímetros e eram utilizadas na realização de funerais e instalações em túmulos. Feitas de sílex, os objetos lançam luz sobre o desenvolvimento cultural e artístico do período Neolítico, visto que os pesquisadores acreditam se tratar unicamente de decorações.

Algumas das estatuetas reunidas em fotografia / Crédito: Algumas das estatuetas reunidas em fotografia

 

Em alguns dos itens alongados, é possível notar características de uma reprodução humana, o que pode relacionar as peças como um tipo de boneco, diferente de todas as descobertas do tipo na região — visto que as figuras anteriormente encontradas eram confeccionadas com argila. Como foram encontradas em instalações funerárias, o estudo levanta a hipótese de que as estatuetas representam os falecidos do local.

Juan José Ibáñez foi o principal autor da publicação e explicou no texto que as figuras possuem um formato enfatizando traços humanos: “Eles fizeram dois entalhes de um lado, um provavelmente representando o pescoço e o outro o quadril".