Notícias » Índia

Mais de 100 indianos desaparecem após rompimento de geleira no Himalaia

Causada pelo desastre, uma enorme enchente no rio Dhauliganga ainda resultou na morte de pelo menos sete pessoas

Pamela Malva Publicado em 08/02/2021, às 12h00

Imagens da intensa enchente tomando conta do rio indiano
Imagens da intensa enchente tomando conta do rio indiano - Divulgação/Twitter

Nas primeiras horas do último domingo, dia 7, diversos habitantes de Uttarakhand, na Índia, desapareceram após o rompimento de uma geleira no Himalaia. De acordo com o UOL, o desastre provocou uma enchente devastadora em um rio no norte do país.

Segundo Trivendra Singh Rawat, o ministro-chefe do estado de Uttarakhand, cerca de 125 pessoas estão desaparecidas, mas esse número ainda pode aumentar. Além delas, os agentes de resgate conseguiram encontrar sete mortos entre os escombros.

Tudo começou quando uma parcela da geleira se rompeu, deslizando para o rio Dhauliganga. Com isso, o volume de água aumentou consideravelmente e a forte correnteza passou a destruir tudo que estava em seu caminho, de pontes a estradas.

Narendra Modi, o primeiro-ministro da Índia, afirmou que estava mantendo contato direto com as autoridades responsáveis para receber atualizações constantes. Além disso, a força aérea do país foi enviada para a região, a fim de ajudar nos resgates.

Como forma de precaução, diversos vilarejos próximos ao desastre foram evacuados e o governo do estado de Uttar Pradesh colocou suas populações ribeirinhas em estado máximo de alerta. Mais populoso do país, o estado é vizinho de Uttarakhand.

Afluente do Ganges, o rio Dhauliganga ainda pode representar uma grande ameaça após a enchente. Por isso, populações das cidades de Rishikesh e Haridwar foram proibidas de se aproximar das margens do rio sagrado.