Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Oriente Médio

Mais de 100 pessoas são presas no Irã por 'consumo de álcool' e 'não usar o hijab' em festa

‘Crimes’ também incluíam “relacionamentos ilícitos e bailes mistos”

Redação Publicado em 20/06/2022, às 08h17

Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay/Ichigo121212
Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay/Ichigo121212

Cerca de 120 pessoas foram detidas em uma festa “ilegal” realizada em uma floresta na província de Mazandaran, no norte do Irã, por “consumo de álcool”, “relacionamentos ilícitos”, “não usar o hijab”, entre outros “crimes”.

Os indivíduos foram presos pela polícia iraniana no último domingo, 19, na cidade de Neka, segundo informou a agência de notícias AFP, com informações da televisão estatal Irib.

De acordo com Mohamad Sadegh Akbari, chefe do Poder Judiciário da província de de Mazandaran, as pessoas que participavam do evento "foram detidos pela polícia da moral pública e foram processados".

Ele informou que os “crimes” cometidos durante a festa foram "consumo de álcool, relacionamentos ilícitos, bailes mistos e não usar o hijab".

Atos “criminosos”

No Irã, é proibido dançar com uma pessoa do sexo oposto e apenas não-muçulmanos podem consumir álcool — inclusive em cerimônias religiosas. Além disso, as mulheres devem usar um hijab para cubrir cabeça, pescoço e cabelo, desde que a lei islâmica foi implementada no país com a Revolução de 1979.