Notícias » Animais

Mais de 7.000 focas são encontradas mortas ao longo da costa da Namíbia

Pesquisadores ainda investigam a intrigante e triste morte dos animais

Giovanna Gomes Publicado em 27/10/2020, às 09h13

Imagem meramente ilustrativa de focas
Imagem meramente ilustrativa de focas - Getty Images

Há algumas semanas, filhotes de focas foram encontrados mortos na costa da península de Pelican Point, na Namíbia. No entanto, de acordo com a organização sem fins lucrativos Ocean Conservation Namibia (OCN) em declaração realizada na última sexta-feira, 23, o número de animais mortos subiu para 7.000.

De acordo com o biólogo marinho da OCN, Naude Dreyer, as investigações na semana anterior revelaram um aumento no número de fêmeas adultas mortas. “O que temos observado são menos filhotes de foca recém-mortos e muitas fêmeas adultas mortas”, disse. Estima-se que o número de animais mortos seja maior que o constatado, pois as investigações se concentraram na praia de Pelican Point.

O Ministério da Pesca e Recursos Marinhos, que havia dito que enviaria amostras para a África do Sul para que a causa da morte fosse estudada, ainda não cumpriu com o que foi indicado, já que é necessário seguir rígidas diretrizes sobre o transporte de animais perigosos. “Estamos fazendo o possível para encontrar respostas, dada a natureza complexa das investigações, nas quais nem sabemos o que estamos procurando”, disse Dreyer.

Segundo a OCN, o mais provável é que as mortes tenham sido causadas pela fome, já que a principal fonte de alimento das focas, os peixes, não se encontra em Pelican Point. No entanto, outros possíveis motivos serão estudados, pois os cientistas não descartam a possibilidade de ser alguma toxina ou doença.