Notícias » China

Em Hong Kong, manifestantes constroem catapulta medieval incendiária

Ao estilo da Idade Média, os protestos na China estão utilizando bombas de gasolina e flechas inflamadas contra a polícia

André Nogueira Publicado em 18/11/2019, às 10h59

Protestos em Hong Kong estão assustando as autoridades pelo nível de improviso dos estudantes para fazerem armas
Protestos em Hong Kong estão assustando as autoridades pelo nível de improviso dos estudantes para fazerem armas - Divulgação

Durante os protestos que estão ocorrendo em Hong Kong desde março deste ano, estudantes construíram uma catapulta de estilo medieval, que foi usada para atirar bombas de gasolina contra policiais chineses. Os usos de flechas, muros flamejantes e armas improvisadas estão sendo comuns nesses atos.

Contra a violência policial, os manifestantes se vestem de preto e se protegem através de uma barricada de galhos e usam equipamentos esportivos do campus universitário para improvisar armas. Há boatos de que os cartuchos das balas policiais estão sendo utilizados.

O ar medieval não parou na catapulta: portando flechas incendiárias, os manifestantes fizeram uma linha de arqueiros para uso de infantaria contra a repressão do Estado, que vem aumentando.

“Nossa sociedade foi levada à beira do colapso”, comenta o superintendente Kong Wing-Cheung, em entrevista ao The Sun. O nível de improviso dos estudantes para construir armas incendiárias está sendo chocante para a polícia. Civis já foram mortos no fogo cruzado.