Notícias » Oriente Médio

Manifestantes iranianos derrubam cartazes de Qasem Soleimani nas ruas de Teerã

Reação se deu após o país admitir o abatimento de um avião, que causou a morte de 176 pessoas

Joseane Pereira Publicado em 13/01/2020, às 07h00

Imagem de Qasem Soleimani carregada em seu funeral
Imagem de Qasem Soleimani carregada em seu funeral - Getty Images

No último domingo (12), manifestantes iranianos saíram às ruas de Teerã para exigir a renúncia do aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do país. No ato, cartazes com o rosto de Qasem Soleimani foram rasgados em meio a slogans como "Morte ao ditador".

Manifestante com o cartaz de Soleimani / Crédito: Twitter/AlinejadMasih

 

O ato foi provocado após o governo admitir o abatimento de um jato próximo a Teerã que matou 176 pessoas, incluindo 82 iranianos. No Twitter, usuários postavam vídeos do ato e frases como “"Os guardas revolucionários iranianos estão disparando munição real contra os manifestantes em Teerã" e "Tiros e gás lacrimogêneo foram disparados contra manifestantes iranianos. A República Islâmica recorreu à violência.”

Derrubando o cartaz / Crédito: Twitter/AlinejadMasih

 

O presidente norte-americano Donald Trump utilizou o ato para se dirigir aos líderes do Irã em um tweet. “Milhares [de manifestantes] já foram mortos ou presos por vocês, e o mundo está assistindo. Mais importante, os EUA estão assistindo. Ligue a internet novamente e deixe os repórteres vagarem livremente! Pare com a morte do seu grande povo iraniano!”, afirmou ele.